sexta-feira, 3 de junho de 2011

quinta-feira, 17 de março de 2011

sobre publicar menos textos

não é verdade que eu abandonei as palavras, a verdade é que um computador não é - e não pode ser - mais importante que uma vida real. ficar ausente me fez aprender a dar mais importância às estrelas que brilham no alto e ao mar que encanta sendo espelho do céu, a entender a diferença entre viver e sobreviver, a enxergar que coisas simples não são menos valorosas, são as de essência mais bonita; mas também me fez perceber que só através de uma máquina eu posso dividir, sem fronteiras, os meus pensamentos - e confesso que disso eu sinto falta; por isso não se engane: eu sempre estarei de volta pra deixar um pouco mais de mim.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

sobre a paixão

paixão é como uma flor que precisa ser regada em cada encontro.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

sobre o sorriso dele

feito manteiga, a moça derretia inteira quando aquele rapaz sorria. ela - que nem o achava bonito, agora tenta explicar pra si mesma a necessidade que sente dele; tenta entender porque vê naquele sorriso, motivos pra acordar no dia seguinte.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

sobre os escritores

escritores são feitos de palavras; e palavras não morrem.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

sobre pensar nele

- eu passo metade do meu dia pensando nele: quando acordo, quando escrevo, quando olho as estrelas...
- e na outra metade, faz o que?
- eu durmo (...) e sonho com ele a noite inteira.

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

sobre os sonhadores

e só porque a moça sonhava em voz alta, todos a chamavam de louca, diziam que estava no mundo da lua - aqui na terra, as pessoas só acreditam no que é material, mas é injusto que não permitam sonhar; então, a abracei e disse:

- não te preocupas! quando eu crescer, vou ser um astronauta e te levo de volta pra casa.
- mas a minha casa é logo ali...
- se fores esperta, me ouvirá com atenção: no mundo da lua todo mundo é sonhador.
- então é nesse mundo mesmo que eu quero viver. a partir de hoje, fecharei meus olhos todos os dias pra imaginar que essa hora chegou.
- e é por isso que não te faltará esperança.